quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Antes tarde do que nunca... e depois de 10 dias... aí vai o relato da Maratona de Londrinaaaa!!!

Depois de mais uma temporada sem dar sinal bloguístico de vida, aqui estou novamente para falar da mais nova e bem organizada Maratona que nasce neste país que é "Gigante pela própria natureza, És belo, és forte, impávido colosso, E o teu futuro espelha essa grandeza.". Aliás, você sabe que dia é hoje (adoro um feriadinho, viu)??? Hã??? Hã??? Well, se não tem a menor idéia, eu digo... 7 de setembroooooo!!! Independência do Brasil!


Focooooo!!! Já sabe de qual Maratona estamos falando???




É isso mesmo, "Maratona de Londrina"!!!! Vai, fala a verdade, depois da foto ficou fácil, né?


Para quem não tem a mínima idéia, Londrina "é um município brasileiro localizado no norte do estado do Paraná, a 381 km da capital paranaense, Curitiba.Tem uma população de 506 701 habitantes (IBGE/2010) e é a segunda cidade mais populosa do Paraná e a quarta mais populosa da região Sul do Brasil.



Importante pólo de desenvolvimento regional e nacional, Londrina exerce grande influência sobre o norte do Paraná e é uma das cidades mais importantes da Região Sul do Brasil.
Londrina é sede de sua região metropolitana que conta também com 801.756 habitantes (IBGE/2010). É um centro regional e é composta de comércio, serviços e agroindústrias.


Na época em que eu morava lá diziam que Londrina é a capital do Norte do Paraná, onde a terra é vermelha de paixão.... uhhhhhhhh....


A verdade é que adoro aquela cidade! Bons tempos!!!


Tá, mas a gente veio aqui para escrever sobre a corrida ou divagar?


Então vamos ao que interessa. Domingo retrasado, mais precisamente dia 28 de agosto, aconteceu a 1a. Maratona de Londrina. Segundo o site, esta prova "foi idealizada com o objetivo de promover a prática de esportes de rendimento, proporcionando o aumento da qualidade de vida na cidade. 
Seu percurso alia questões técnicas à beleza natural do município, um trajeto cuidadosamente planejado para estimular a atividade que vem ganhando cada vez mais adeptos pelo mundo". Bem, pelo mundo eu não sei, mas posso confirmar que euzinha virei adepta!




A organização mandou super bem, desde a entrega do kit (camiseta vermelha, boné, toalha, número de peito, chip e a tradicional papelada, que não foi tanto desta vez) que aconteceu na Centauro lá do Shopping Catuaí até o final da corrida.


Um item que foi o must, e isso mostra respeito pelos corredores, foi o horário da largada. Mulhers largaram as 6h30m e os homens às 7h00. ISSO É UM BOM EXEMPLO!!! E nós corredores agradecemos a iniciativa e respeito!


O percurso foi munto bem definito com bastante água fresca, coca-cola e isotônico pelo caminho. Detalhe, o percurso com bastante subidas e descidas se mesclava com uma paisagem bastante agradável (e o clima também!!!). Claro, não foi fácil! A chegada foi bem tranquila: recebemos a medalha (lindona), salada de frutas e mais alguns mimos, inclusive massagem! Legal, né!


Ah, já até sei o que deve estar pensando... "E você correu os 42 Km???", e eu respondo "Nãããããoooooo!!! Ainda estou nos 21!!!". 


Essa era uma boa oportunidade pera encontrar uma galera bacana do mundo corrístico, inclusive alguns amigos corais, mas aí fiquei meio que curtindo a cidade, as minhas super irmãs (Silvana e Suzana, adoro vocês!!!) e o tempo passou e no final nem rolou (People, sorry!!!). No entanto... no início da corrida encontrei a grande-super-sangue-bom Marli (que depois acabou virando o meu anjo. Nunca vou esqueçer!!! Obrigada!!!) e o Tinil. E depois durante a corrida encontrei outros Baleias (Silvio, Ênio, Wu, e o Super Ricardo) e novos amigos, que também não vou esqueçer!!!





E por falar em anjo, este post não estaria completo se não falasse do Anjo Mor Susi Saito. Essa menina é mesmo espetacular. Teve um insight dos insights... não vou explicar qual foi o insight, estou transcrever o que ela postou no facebook:




"Proponho um desafio: o Desafio dos Anjos! Fazer desta prova uma prova diferente! O londrinense tem a fama de ser gente calorosa, receptiva e amiga. Se você vai participar de alguma das provas no dia 28 de agosto, seja a de 5km, a de 21 ou a de 42 e tiver a curiosidade, a ousadia, a vontade, simplesmente, de ser anjo, convido-o a fazer parte deste desafio! Sou sonhadora, por natureza. Mas tenho o pé no chão. E sei que quando jogamos uma idéia no vento, um sonho, um pensamento, adere a ele, quem lá dentro assim o quiser! Não é algo que precise emplacar e ter uma adesão grande em quantidade. É preciso ser grande em vontade! Se houver um anjo novo nesta prova já valeu à pena! Se houver um único corredor que absorva esta idéia e a incorpore em suas corridas e em sua vida, a semente já terá sido lançada e já terá frutificado. Um amigo ultramaratonista me falou que esta minha mania de fazer anjo em provas é maluquice. Que tudo bem, fazer 21 e voltar e buscar os amigos. Mas que nos 42 é loucura... Concordo com ele. Mas sei que ele mesmo acabou voltando em plena Prova de Poços de Caldas, prova duríssima, pra buscar, num anjo, seus novos amigos e pupilos. Aderiu! Alguns anjos acompanham do começo ao fim. Alguns, apenas por um trecho e nunca viram, nem nunca tornarão a ver os amigos que levaram em suas asas. Alguns terminam suas provas e voltam para buscar. Alguns fazem as provas menores e vão para o trecho final, a uns 3km da chegada e aguardam seus amigos maratonistas para acompanhá-los num vôo em revoada. E até mesmo em maratonas, sei de muita gente que por uma nobre causa, deixa de “correr pra tempo” pra desfrutar do prazer da companhia de alguém que esteja estreando, ou que lhe confira um significado muito especial para correr. Assim como sei de histórias de gente que encontra forças pra terminar a prova por se propor a correr por outra pessoa. E que, passando por cima de todas as suas dificuldades, dores, muros, e buracos lá dentro, prossegue, persevera, por transferir à corrida a sua luta própria e pessoal de poder reafirmar a si mesmo, a possibilidade de transpor a barreira do impossível ao alcançável! 
“Fazer anjo” é uma forma simbólica de fazer algo a alguém. É o que se pode chamar de “Beau Geste” na corrida. O nobre gesto de alguém que se propõe a fazer algo por outro.
O chafariz é o ponto culminante da prova! O ápice, o ponto a se chegar, além, é claro, do pórtico. Quem alcançar o chafariz pode abrir um sorriso largo no rosto, tomar um banho ali mesmo, se lhe der a vontade, abrir as asas e decolar! De lá se avista a chegada! É uma vista linda! Vê-se de longe a movimentação em torno do totem que indica a chegada. São cerca de 2 km para terminar. É o ponto perfeito para quem quiser se aventurar nesta gostosa brincadeira de “fazer anjo”. Se lá for longe, tem a rotatória da Ayrton Senna, a cerca de 1 km. Receber anjo numa corrida é como receber asas pra terminar! O coração se enche da energia de quem vem buscar. O corpo fica mais leve, como se transferíssemos o peso extra às asas do amigo. A alegria retumba no peito! O rosto cansado desenruga. Estica e estampa sorrindo, a vitória que se aproxima! Ter anjos no aproximar de uma chegada nos dá a certeza que correr não é, definitivamente, algo mecânico, suado e somente para o corpo físico. Correr exercita os músculos, fortalece ossos, estimula o coração, o pulmão a trabalhar, loucamente, para dar conta de bombear sangue e oxigênio a toda parte. Mas muito mais do que isso, correr derruba os obstáculos que a mente inventa, o corpo cansado acata, o coração não questiona e que enclausuram e enjaulam nossos sonhos. Quando você corre e vence o muro dos 30, faz muito mais do que isso. Derruba o muro das impossibilidades não desafiadas. Abre horizontes. Vislumbra novos caminhos. E segue! Muito além dos 42, 195km!"


Lindo demais!!! Susi, isso foi mesmo especial. Vamos continuar com essa "corrente do bem"? Aliás, sobrou algum boton?


Recebi um anjo espetacular e fui anjo...






Ano que vem estarei lá novamente!!!


Dona D

12 comentários:

  1. Fala, Ivana! Também já morei pelos lados de lá, em Maringá! Mas foram por 2 anos, apenas! A minha terra é Sampa, mas também gostei de lá!
    Esta maraona foi tudo de bom, não é? Vi pela hifratação, pela largada bem cedo... assim é que tem que ser! Muito bom! Vamos ver se consigo planejar para ir lá no ano que vem! Parabéns por mais uma prova!

    ResponderExcluir
  2. Que linda medalha!
    Parabéns pela prova!
    Bjss

    ResponderExcluir
  3. Antes tarde, do que mais tarde! rsrsrsrsrs

    Legal o relato e parabéns pela prova!!!

    Fábio
    www.42afrente@blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Foi realmente espetacular!! Bom mesmo foi te encontrar no caminho. Ano que vem, voltamos!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelos 21k em Londrina, Ivana. Fiquei com vontade de ir antes, mas mais ainda depois de ler os relatos de quem foi. Quem sabe ano que vem.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela prova Ivana.
    Pena eu estar inscrito e não ter ido participar desta festa. Mas ano que vem estarei por la.
    Beijo e bons treinos.


    tutta-BALEIAS/Pr
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Ivana,

    Eu realmente deveria ter ido, seu relato deixou claro que a próxima eu não vou perder.

    Medalha fantástica, parabéns pela conquista!

    Bons treinos!

    Claudio Rinaldo
    http://numerodepeito.blogspot.com/
    http://cicloviadigital.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ivana!
    Eu estava lá com os Tucanos... mas não nos vimos, que pena!!!!
    Da próxima vez vamos fazer um bandeirão para não perder ninguém de vista.
    Vc tem razão, a prova foi ótima mesmo e vamos repetir em 2012. Volte sempre, a propósito, sobre a terra vermelha, já leu Domingos Pelegrini: Terra Vermelha? Você irá certamente A M A R!
    Grande abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  9. Legal, parabéns pelo blog e pela corrida!!!!!!.
    sou teu seguidor, espero que siga o meu também.


    Um abraço bom final de semana

    bjs


    Cleodir

    ResponderExcluir
  10. Parabéns por mais essa batalha vencida !!!!

    Abraçoss e bons treinos !!

    Romildo

    ResponderExcluir